RO, Sábado, 25 de maio de 2024, às 13:45



RO, Sábado, 25 de maio de 2024, às 13:45


Força Aérea obriga avião do tráfico com meia tonelada de cocaína a fazer pouso forçado

Tripulantes colocaram fogo na aeronave e fugiram do local

Avião faz pouso forçado em Rondolândia — Foto: Reprodução

Um avião bimotor fez um pouso forçado em Rondolândia, a 1.600 km de Cuiabá, após ser interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB), nesta quarta-feira (10). Os tripulantes colocaram fogo na aeronave e fugiram do local.

A aeronave, suspeita de transportar drogas, saiu da Bolívia, e foi identificada perto de Rondônia. Dois aviões de defesa aérea A-29 Super Tucano foram acionados para fazer a interceptação por volta das 13h30.

O piloto foi orientado a mudar de rota e fazer pouso obrigatório em Cacoal (RO). Após descumprir a ordem, foi dado um tiro de aviso.

- Advertisement -



Em seguida, o avião fez um pouso forçado em um terreno de difícil acesso nas proximidades do município de Rondolândia.

Para a FAB, os tripulantes que fugiram possivelmente queimaram o avião porque ele tinha drogas e não queriam deixar rastros. A Bolívia é um dos principais produtores de cocaína no mundo.

A aeronave, modelo Seneca, matrícula PT-RQY, não tinha permissão para voar, pois estava com o certificado de aeronavegabilidade vencido, conforme a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Piloto do trafico sequestra motorista de ambulância para fuga após incendiar avião com 500 kg de cocaína, mas é preso em Cacoal

Fonte: G1





Outros destaques


+ NOTÍCIAS