Rondônia, segunda-feira, 25 de outubro de 2021, às 00:31 [email protected] - Telefone 69 9 99475050

segunda-feira 25 outubro 2021

QUEM ESTÁ MENTINDO – Governo nega erros no projeto do novo João Paulo 2º e diz que TCE implica com os preços

Eventuais falhas no projeto ainda podem ser corrigidas, mas como, ao que se sabe, o TCE-RO fechou questão em torno do custo da obra, que não terá um só centavo de dinheiro público na construção

Sérgio Pires

PORTO VELHO – “Não procede”! Tanto o secretário da saúde, Fernando Máximo, quanto o chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, negaram com veemência que a Procuradoria-Geral do Estado tenha encontrado falhas no projeto do novo hospital de Urgência e Emergência, o Heuro. A informação teria circulado em alguns setores, como se fosse verdadeira. Segundo as autoridades estaduais, o que está havendo e que tem atrasado o andamento do processo para que o Heuro ande, é a decisão do Tribunal de Contas do Estado, TCE, que, num longo relatório do conselheiro Valdivino Crispim, teria encontrado vários problemas no processo. Deve-se recordar que a licitação para a construção do Heuro, pelo sistema BTS, foi realizada de forma extremamente transparente, pela Bolsa de Valores de São Paulo. Eventuais falhas no projeto ainda podem ser corrigidas, mas como, ao que se sabe, o TCE-RO fechou questão em torno do custo da obra, que não terá um só centavo de dinheiro público na construção, o impasse pode inviabilizar tudo. Com custos ainda menores do que o acertado com o consórcio que venceu a concorrência, dificilmente surgirá alguém interessado em construir o hospital. O TCE anuncia que está conversando com o governo, para resolver as questões pendentes. Por enquanto, não houve decisão sobre o caso. E o Heuro continua muito distante de se tornar realidade.

Vários partidos procuram uma terceira via para

enfrentar Bolsonaro e Lula no ano que vem

Com pesquisas daquelas que ninguém acredita, colocando Lula, um personagem que sequer pode andar em paz pelas ruas, sem ser chamado de ladrão, como o preferido do eleitorado brasileiro para 2022 e com a pressão contra Bolsonaro, cada vez maior, da oposição e do STF, principalmente, o Brasil teria uma terceira via para votar na eleição presidencial de 22? Quem poderia derrotar os dois representantes de ideologias extremas? Haveria um nome do meio, que pudesse atrair o interesse do eleitor, que não fosse essa dupla que, ao que tudo indica, será a com maiores chances de tomar o Planalto pelo voto? Essa é a grande pergunta, ainda sem resposta. Conversas para enfrentar o bolsonarismo e o petismo lulista estão envolvendo vários partidos, como MDB, PSDB, DEM, PSL, Cidadania, Partido Verde e Solidariedade, mas nenhum deles apresentou, até agora, uma estratégia ou (e isso é o essencial) um nome que poderia bater os dois, ambos alguns anos/luz à frente de outros nomes? João Dória e Ciro Gomes teriam esse potencial? O governador paulista, que se elegeu no cometa Bolsonaro, se transformou no maior inimigo do Presidente, mas, fora de São Paulo, não tem conseguido ser um nome viável. Já Ciro Gomes é uma metralhadora giratória que, na grande opinião pública, há muito tempo não é levado a sério. O ex-ministro da saúde, Luis Henrique Mandetta, homem-show da mídia, que se saiu do quase anonimato para se tornar figura nacional, quando mandou todos os brasileiros se trancarem em casa e foi para o confronto com seu então chefe, saindo do Ministério para passar a oposição, seria uma boa escolha? Não há uma resposta segura para isso. E o jovem governador do Rio Grande do Sul, o tucano Eduardo Leite, seria essa opção? Leite é uma grande esperança do ninho do tucanato. Recentemente, contou ao país sobre sua homossexualidade. Num país ainda dominado por tantos preconceitos, esse quesito o prejudicaria ou a maioria da população o escolheria por seu talento político e competência, como o fizeram os gaúchos? Outra questão sem uma resposta clara.

Há ainda outras opções. Uma delas, João Amoedo, fundador e criador do Partido Novo, uma sigla que veio para ser diferente na política nacional e que não aceita dinheiro público para suas campanhas. O problema é que Amoêdo está enfrentando oposição dentro da sua própria sigla, por medidas que alguns correligionários consideram ditatoriais. Também apoiava Bolsonaro, mas logo se virou contra o Presidente. E Sérgio Moro? O ex-juiz, que começou a destruir a corrupção no Brasil e que hoje é duramente criticado por aliados de Lula e sua gangue, com aval, lamentavelmente, de várias decisões, das cortes superiores, teria chances reais? Moro era estrela do governo Bolsonaro, mas acabou sendo vítima de uma estrutura que funciona contra magistrados corajosos como ele. Nas pesquisas mais sérias e não as ridículas, ele ainda aparece com média de 12 pontos. Mas isso não o levaria nem ao segundo turno. Teria chances de reverter essa situação?

LUIZA TRAJANO, AMICÍSSIMA DE LULA, A ÚNICA MULHER QUE PODERIA SER INCLUÍDA NA RELAÇÃO

Ainda neste pacote: quem mais? Alguma mulher teria chances de ser uma alternativa? Na esquerda, aparece eventualmente o nome de uma íntima amiga de Lula, dona da poderosa rede Magazine Luiza, a megaempresária Luiza Trajano. Ela toparia o desafio? Isso ainda não se sabe, mas teria sim, afora o próprio Lula, apoio de todos os setores do petismo e dos partidos com tendência esquerdista/comunista do país. Uma alternativa, ainda, mas mais à direita, seria o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, um dos grandes apoiadores de Jair Bolsonaro. Entraria, apenas numa suposição, caso o Presidente não pudesse concorrer ou tivesse sido cassado. Por fim, um nome que os militares apoiariam: o atual vice-presidente, o General Hamilton Mourão. Mas, de todos os citados, qual deles teria chances reais, numa disputa contra Bolsonaro e contra Lula? Como se vê, num país de extremos, de apenas dois lados, o surgimento de uma terceira opção viável, sob o ponto de vista eleitoral, ainda está muito longe de ser encontrada.

CHEGARAM MAIS VACINAS, MAS ASTRAZENECA AINDA ESTÁ SENDO ESPERADA

A terça-feira marcou a chegada de cerca de 48 mil novas doses de vacina, Nenhuma delas Astrazeneca, aquela que está faltando para a segunda dosagem. A Agevisa anunciou, contudo, que entre esta quinta e a sexta-feira, devem chegar um novo lote, para que o problema da falta deste tipo de imunizante seja finalmente resolvido. Não só Rondônia, mas outros Estados também ficaram sem a Astrazeneca, para completar a dose definitiva. A partir daí, começou uma troca de farpas entre o Ministério da Saúde e prefeituras, porque são elas as responsáveis pela vacinação. O ministro Marcelo Queiroga denunciou que as vacinas que deveriam ter sido guardadas para a segunda dose, foram utilizadas como primeira, principalmente para atender aos adolescentes e jovens a partir dos 12 anos. Enquanto o impasse durou, houve sim prejuízos à população que tinha data marcada para receber a imunização definitiva. Até agora, Rondônia recebeu, segundo o Boletim 542, quase 1 milhão e 900 mil doses de vacinas. Até a última terça, nada menos do que 1 milhão e 575 mil tinham sido aplicadas. Os números da Covid continuam despencando. No meio desta semana, haviam menos de 70 pacientes internados em toda a rede hospitalar de Rondônia.

TRAFICANTES QUE FICAM NO ANONIMATO MANDAVAM COCAÍNA PARA TODO O BRASIL

O tráfico de drogas é uma praga que se alastra pelo mundo, fazendo milionários em todo o Planeta, todos os dias, mas fazendo milhares e milhares de vítimas, não só pelas drogas em si, mas muito mais pela violência causada pelo crime organizado. Rondônia não fica, claro, fora deste circuito. Nesta semana, mais uma vez, uma grande ação da Polícia Federal desarticulou uma quadrilha que agia por aqui, enviando cocaína para vários Estados e comprando maconha para revender. A ação, apelidada de Carga Prensada, pelo menos um trocadilho inteligente, descobriu um longo braço do crime, que atuava também em várias regiões, a partir do nosso Estado, envolvendo ainda Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. As investigações começaram há quase três anos e culminaram com pedidos de 45 mandados de prisão e outros 63 mandados de busca e apreensão, determinados pela Justiça. Lamentavelmente, como sempre ocorre nestas grandes ações, nenhum nome dos traficantes foi divulgado. Durante o trabalho realizado por 270 policiais, houve apreensão de carros de luxo, armas, jóias e sequestro de bens, como um avião, uma lancha e vários imóveis. Quem são esses bandidos envolvidos em tráfico de milhões e milhões de reais? Ah, isso é segredo de Estado! Afinal, os direitos deles têm que ser preservados.

MAIS UM NEGÓCIO MILIONÁRIO NA EDUCAÇÃO: GRUPO NACIONAL ESTÁ COMPRANDO A UNIRON

Os valores que envolvem compras de instituições, são imensos. Recentemente, dois grandes negócios ocorreram por aqui. O primeiro, envolvendo o Grupo Atenas, então de propriedade do hoje prefeito Hildon Chaves e de sua esposa, dona Ieda Chaves. O negócio envolveu algo em torno de 120 milhões de reais, além de outros ganhos e participações. A compra foi feita pela Grupo YDUQS. Depois, outro negócio que envolveu dinheiro de uma e meia Mega Sena de final do ano. Algo acima de 340 milhões de reais, quando o grupo mineiro Afya Educacional comprou a Faculdade São Lucas. Agora, está prestes a ser fechado mais um negócio recheado de cifrões, envolvendo a área do ensino superior: a compra da Faculdade Uniron, pelo grupo Ser Educacional. Não há ainda mais detalhes, mas o que se sabe é que as conversações estão adiantadas e a qualquer momento o martelo pode ser batido. A Uniron tem filiais em Porto Velho, em Rio Branco, no Acre e em Fortaleza, no Ceará. O Grupo Ser Educacional foi criado em Recife, em 2012 e, desde lá, estendeu seus tentáculos para os 26 estados e o Distrito Federal. Suas faculdades tinham, até o final do ano passado, mais de 185 mil estudantes. A decisão pode ser anunciada a qualquer hora.

OBRAS NO INTERIOR E SUCESSO DO DER AMPLIAM POPULARIDADE DE ROCHA

Não se pode duvidar da importância das ações realizadas pelo governo do Estado em praticamente todos os recantos de Rondônia. O programa “Tchau Poeira!”, com nome popular e que “pegou” junto à população, sem dúvida se tornou um sucesso e aumentou, significativamente, a aprovação da administração Marcos Rocha em várias regiões. Por onde passou, a caravana liderada pelo próprio governador foi recebida com alegria, aplausos e festa por lideranças e pelo povão. Em ano pré-eleitoral, nota-se o crescimento do nome de Rocha pelo grande número de deputados que o acompanham. Não estivesse em alta, o governador certamente não teria, em suas comitivas, nomes poderosos da política estadual, como está tendo. Nas últimas semanas, tanto no Cone Sul quanto na região central, os encontros com as comunidades, para lançar pacotes de obras, se tornaram novamente grandes eventos. Outro elogio que Marcos Rocha tem ouvido em todo o Estado foi sobre o trabalho que vem sendo realizado pelo DER em praticamente todas as regiões. Sob o comando de Elias Rezende, amigo pessoal e parceiro de primeira hora do Governador, o departamento deu um salto de qualidade e resultados. Obras em praticamente todas as rodovias do Estado, como por exemplo, a que foi feita na serra de acesso a Tarilândia, tornaram o DER uma espécie de cartão de visitas do atual governo. E vem mais por aí!

COMEÇA A APLICAÇÃO DA TERCEIRA DOSE EM IDOSOS, NOS DOIS SHOPPINGS DA CAPITAL

Começou! Idosos acima dos 80 anos e outros, acima dos 70, em situações especiais, nos asilos e em outros locais, começaram a receber a terceira dose das vacinas nesta quarta-feira, na Capital rondoniense. Nos próximos dias, o mesmo deve acontecer no restante do Estado, tanto para este quanto para outros grupos prioritários. Para receber a terceira dose, os que irão ser beneficiados precisam ter recebido a segunda dose há pelo menos seis meses. Nesta primeira fase, apenas na Capital, a meta é vacinar com a dose extra pelo menos quatro mil pessoas. Nos próximos dias, começarão a ser atendidas pessoas do chamado grupo imunosuprimidas, ou seja, aquelas que tem doenças como HIV, alguns tipos de câncer e outras doenças, que as tornam muito mais suscetíveis ao vírus. A última fase para os que receberão a terceira dose será para os profissionais da saúde. O Ministério da Saúde decidiu que a dose de reforço deverá ser do mesmo tipo das duas anteriores, ao menos até que haja alguma outra decisão. Rondônia deve receber novas doses de vacinas, além das que já seriam destinadas, para que se cumpra este calendário adicional de imunização. Nesta primeira etapa, a vacinação da terceira dose será no Porto Velho Shopping, das 14 às 21 horas e no Shopping Irmãos Gonçalves, na Amazonas, zona leste, das 15 às 18 horas.

DISPUTA PELA CÂMARA FEDERAL TEM CADA VEZ MAIS NOMES. CARAS NOVAS PODEM SURPREENDER EM 2022

A lista de pré-candidatos à Câmara Federal não para de crescer. Além de sete dos oito componentes da atual bancada que concorrerão à reeleição (serão seis, se Léo Moraes for ao Governo, já que Jaqueline Cassol disputará o Senado), todos os dias ouve-se novas possibilidades neste pacote. Ex-deputados como Luiz Cláudio da Agricultura e Lindomar Garçon já estão se preparando para a campanha. Prefeitos como Eduardo Japonês, de Vilhena e ex-prefeitos, como o delegado Thiago Flores, de Ariquemes, também podem estar na batalha. Ji-Paraná trará como novidade o empresário Bruno Scheid, mas poderá trazer também Jesualdo Pires. De Porto Velho, além do empresário Chico Holanda, há um personagem que pode surpreender. Ao concorrer à Prefeitura de Porto Velho, num partido ainda em formação, sem parcerias pesadas e sem dinheiro, o jovem advogado Breno Mendes teve mais de 25 mil votos. E agora é nome certo na relação dos que vão disputar a Câmara. Da Assembleia Legislativa, ao menos por enquanto, não apareceram candidatos à bancada federal. Mesmo os nomes mais poderosos do parlamento rondoniense estão pensando, atualmente, apenas na reeleição. Mas ainda podem surgir surpresas. Esperemos, pois!

PERGUNTINHA

Você acha que dá para ser levado a sério o pedido do corregedor do TSE, de investigar as manifestações de apoio ao presidente Bolsonaro, em 7 de setembro, sob suspeita de que elas foram realizadas com dinheiro público?

Outras notícias