terça-feira 28 setembro 2021 - 16:10
32 C
Porto Velho

terça-feira 28 setembro 2021

PODE FICAR PIOR – Governo corta auxílio alimentação e servidores ameaçam parar no almoço e no jantar no JP 2º

Funcionários ameaçam fazer uso do horário de almoço fora do hospital, o que pode aumentar ainda mais o caos que já existe na unidade de saúde

PORTO VELHO – O que já era ruim, e não por culpa dos funcionários ali lotados, ameaça ficar muito pior. Pelo menos nos horários de almoço e de jantar, conforme advertências que circularam nas redes sociais nesta terça-feira, em razão de corte da ajuda que recebiam para comprar alimentação.

 

Nesta terça-feira, logo depois das 12 horas, começaram a circular queixas denunciando o corte, no valor de 258 reais, que era o auxílio-alimentação dos servidores que trabalham em regime de plantão no principal hospital de urgência e emergência do Estado.

Uma das queixas dizia: “estamos injuriados aqui no JP ll. Do nada, o governo Marcos Rocha resolveu retirar nosso auxílio alimentação (R$ 258), alegando que comemos aqui, por isso vai retirar”.

A manutenção do auxílio, conforme os queixosos estaria ajudando a compensar a falta de reajuste salarial dos servidores, e não apenas do HJP II, mas de todo o sistema. Eles denunciam isso.

“Há muito tempo não temos reajuste de salário”, protestam. E lembram o que pode acontecer, caso não seja restabelecido o valor do vale-alimentação: “é que poderemos usar nosso direito de tempo de almoço, e isso aqui vai ficar o caos, porque estamos outra vez com superlotação de pacientes. E muita gente internadas no chão dos corredores”.

O site buscou informações sobre o caso com a Comunicação da Sesau e não houve resposta.

www.exprfessaorondonia.com.br

Outras notícias

error: Content is protected !!