segunda-feira 14 junho 2021 - 01:19
23 C
Porto Velho

segunda-feira 14 junho 2021

Lenha na Fogueira – Zé Katraca

Cia de Artes Fiasco está entre os participantes da programação virtual Cena Agora do ITAÚ CULTURAL.

************

O grupo RONDONIENSE Cia de Artes Fiasco está entre os participantes das duas últimas semanas da programação virtual Cena Agora dedicada à temática Encruzilhada Nordeste(s): (contra)narrativas poéticas, que o Itaú Cultural realiza de 20 a 23 e de 27 a 30 de maio! Olhando para a região como expandida, a programação recebe convidados tanto da região Nordeste quanto do Norte e do Sudeste.

************

Um total de 14 convidados do Acre, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rondônia e Sergipe apresentam olhares sobre o Nordeste, abordando assuntos como lugar de fala e de falta, machismo, memórias ancestrais e linguagem.

*************

A temporada reúne, ainda, a atriz pernambucana Ademara Barros e a produtora e apresentadora baiana Val Benvindo, para falarem sobre a (des)construção do imaginário sobre o Nordeste.

***********

O Palco Virtual de teatro que o Itaú Cultural realiza em maio dedica as duas últimas semanas do mês para a programação final do recorte Encruzilhada Nordeste(s): (contra)narrativas poéticas dentro do Cena Agora. De 20 a 23 e de 27 a 30 do mês (sempre de quinta-feira a domingo), passarão por esse roteiro on-line 14 artistas ou grupos de 10 diferentes estados do país, abordando, em cenas de no máximo 15 minutos, construções estereotipadas ou colonizadas sobre a região.

************

Participam desse último recorte os grupos Canteiro Teresina (PI), Magiluth (PE), O Poste Soluções Luminosas (PE), Grupo Ninho de Teatro (CE), Teatro dos Novos (BA), Coletiva Teatral Es Tetetas (AC), Pandêmica Coletivo Temporário de Criação (RJ), os artistas Zé Wendell (PB), Jéssica Teixeira (CE), Silvero Pereira (CE), Maicyra Leão (SE) e as companhias Pão Doce de Teatro (RN), Fiasco (RO) e Biruta (PE).

************

No domingo, 30, que tem o encontro mediado novamente por Francis Madson, quem abre a noite é a Cia de Artes Fiasco, de Rondônia. Com Ave de Arribação, a trupe aborda de forma poética o revoar, que, neste caso, é levantar o próprio corpo e a terra ao redor.

************

A Cia de Artes Fiasco tá com tudo e não está prosa. Parabéns turma boa de teatro.

 

 

 

 

 

Por Silvio Santos

Outras notícias