quinta-feira 29 julho 2021 - 20:29
25 C
Porto Velho

quinta-feira 29 julho 2021

Em tempos turbulentos, União do Vegetal inteira 60 anos, nesta 5ª feira, Dia da Paz e da Conciliação

Atualmente essa religião tem 216 Núcleos e Distribuições Autorizadas de Vegetal em todos os estados brasileiros e em dez países

Nesta quinta-feira, 22, o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, fundado pelo seringueiro José Gabriel da Costa, inteira 60 anos de atividades. Mestre Gabriel, como ficou conhecido em Porto Velho, previa que a União do Vegetal [UDV] “circularia o mundo”. Isso aconteceu.

Atualmente essa religião tem 216 Núcleos e Distribuições Autorizadas de Vegetal em todos os estados brasileiros e em dez países: Estados Unidos, Canadá, Peru, Portugal, Espanha, Reino Unido, Suíça, Itália, Holanda e Austrália.

Neles se reúnem mais de 21 mil sócios e cerca de seis mil jovens e crianças filhos de sócios, perfazendo mais de 27 mil pessoas, entre os quais cinco Mestres da Origem que conviveram com o fundador da UDV, e hoje compõem o Conselho da Recordação dos Ensinos do Mestre Gabriel.

A UDV é uma religião de fundamentação cristã e reencarnacionista que usa em seu ritual o Chá Hoasca [também conhecido como ayahuasca], preparado a partir de duas plantas amazônicas: o cipó Mariri (Banisteriopsis caapi), e as folhas da árvore Chacrona (Psicotria viridis).

Na UDV o Chá Hoasca é também chamado de Vegetal e seus discípulos o bebem, durante as sessões, para efeito de concentração mental.

“A UDV tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento espiritual do ser humano, para o aprimoramento de suas qualidades intelectuais e de suas virtudes morais, sem distinção de raça, sexo, credo, condição social ou nacionalidade”, está escrito no site da instituição.

A ação beneficente do Centro Espírita se estende a comunidades necessitadas em todo o País e vem sendo manifestada com a instituição do Dia da Paz e da Conciliação – sempre no dia 22 de julho – em dezenas de municípios e estados brasileiros.

Em 22 de julho de 1961, na floresta da região do Abunã, o Mestre Gabriel, criou a União do Vegetal com objetivo de “fazer uma paz no mundo”, conforme ele próprio falou aos seus discípulos. Naquela oportunidade, ele tinha a companhia de sua esposa, Raimunda Ferreira da Costa [Mestre Pequenina], filhos e alguns seringueiros.

Em janeiro de 1965, a família mudou-se para Porto Velho, onde iniciou a UDV inicialmente como associação beneficente registrada no antigo Cartório da Capital.

Em diferentes ocasiões, o cidadão José Gabriel trabalhou com olaria e foi enfermeiro no Hospital São José.

Depois do seu falecimento, em setembro de 1971, no Hospital de Base, em Brasília, mestres da Origem, fundadores do Centro Espírita deram continuidade ao trabalho, expandindo a UDV. Em Porto Velho, atualmente, há 12 núcleos reunindo mais de mil pessoas.

“A profunda experiência de viver em busca da paz em todos os seus ambientes de convivência pode conduzir o ser humano a um grau de consciência da verdadeira mensagem do Divino Mestre Jesus. E é a isso que se dedica a doutrina do Mestre Gabriel – reviver a força eterna da mensagem divina na vida da humanidade”, lembra James Allen, integrante do Quadro de Mestres do Núcleo Canário Verde (Brasília-DF), neste artigo publicado no site da instituição.

Aos 60 anos, o Centro Espírita estreou o blog UDV-Ciência, coordenado pelo assessoramento acadêmico-científico para acompanhar pesquisas a respeito do Chá Hoasca. É o interlocutor para o diálogo com a comunidade acadêmico-científica.

A coordenação visa apoiar pesquisadores do Centro e de instituições científicas, incentivando e propondo pesquisas de interesse da UDV, além de contribuir para a divulgação desses estudos e a realizações de eventos com esta finalidade.

www.expressaorondonia.com.br

Outras notícias