Rondônia, domingo, 24 de outubro de 2021, às 23:12 [email protected] - Telefone 69 9 99475050

domingo 24 outubro 2021

Atirador chega de capacete, abre a porta da sala e executa servidora da Sedam a tiros. Ela morreu sob a mesa de trabalho

Servidora da Sedam em Cerejeiras, Lucilene teve marido assassinado a tiros cinco meses atrás e a polícia ainda não esclareceu o crime

CEREJEIRAS – Cinco meses depois de ter o marido assassinado a tiros, a servidora pública da secretaria estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) identificada como Lucilene Costa, de idade não revelada, foi assassinada a tiros na manhã desta segunda-feira, 11, na cidade de Cerejeiras. O crime aconteceu no prédio da Sedam, onde a vítima trabalhava.

Em maio deste ano, o marido da funcionária pública também morreu assassinado a tiros em Cerejeiras, mas só as investigações irão dizer se um crime está relacionado ao outro.

Segundo apurou no local do assassinato a reportagem do Folha do Sul on Line, a servidora pública estava em sua sala, quando um homem de capacete abriu a porta e atirou várias vezes. Ele teria chegado em uma moto, mas ainda não há confirmação se havia outra pessoa envolvida no crime.

Após matar a mulher, o assassino fugiu e não há pistas sobre a identidade do autor ou a motivação do homicídio.

Não foi informada, ainda, a quantidade de tiros que atingiram Lucilene, que morreu sentada em sua cadeira.

Sobre a morte do marido de Lucilene, conhecido na região como “Flavião Boiadeiro”, até o momento a polícia ainda não esclareceu as circunstâncias do crime, quem o matou nem se há mandantes.

‘Flavião’ havia ido até um estabelecimento conhecido como “Bar Azul”, para comprar cigarros, onde teria sido emboscado e atingido na cabeça.

As polícias Civil e Militar de Cerejeiras estão fazendo diligências para tentar prender o autor do assassinato

Fonte: Folha do Sul

Outras notícias